News

ANAPA e ANACE saem em defesa da Agricultura Familiar

28 de junho de 2017
comissao-agricultura-familiar-fpa

O alho e a cebola estão à frente de mais um pleito em defesa do setor agrícola. Isso porque o presidente da Associação Nacional dos Produtores de Alho (ANAPA) e da Associação Nacional dos Produtores de Cebola (ANACE), Rafael Jorge Corsino, assumiu a Comissão de Agricultura Familiar da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).  O fórum iniciou os trabalhos, na tarde da última terça-feira (27), com o objetivo de ampliar os debates e propostas de políticas públicas que tenham o intuito de apoiar e desenvolver a agricultura familiar.

A pauta da primeira audiência girou em torno da reestruturação e desburocratização do programa nacional de Biodiesel, a reestruturação do Crédito Fundiário e do financiamento da Agricultura Familiar, da Assistência Técnica e da Extensão Rural.

Participaram da reunião Carla Santana (FAESP), Eduardo Lima (OCB), Márcio Maciel (ABIOVE), Leonardo Reis (OCB), João Adrien (SRB), Jonas Jochims (CNA), Ciro Siqueira (CNA) e Suelen Romagna (CNA).

O gerente de Relações Internacionais da OCB, Eduardo Lima, levou ainda a preocupação das cooperativas com o rumo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Segundo ele, o sistema OCB tem observado uma redução considerável do orçamento destinado ao PAA nos últimos anos. “Em seis anos, houve queda de R$ 843,4 milhões da dotação da Lei Orçamentária Anual (LOA) para aquisição de alimentos no âmbito do PAA”, frisou Eduardo.

De acordo com o gerente da OCB, a preocupação é ainda maior quando se leva em consideração as cooperativas de agricultura familiar fornecedoras do programa, que são diretamente afetadas pela limitação orçamentária.

O presidente da Comissão, Rafael Jorge Corsino, vai tratar do assunto com o deputado Zé Silva (Solidariedade/MG) e propor a sugestão da OCB, que é de executar os R$ 330 milhões orçados para o PAA na LOA 2017 e reconduzir o Programa, com dotação de R$ 600 milhões na LOA 2018.